BOLSONARO VIRA FUNKEIRO E LANÇA: “SÓ UM TAPINHA NÃO DOI-CODI”

 bolsonaro                          Jair Bolsonaro aderiu ao funk por ser favorável à tortura.

Morro do Urutu – Ao saber da visita de membros da Comissão da Verdade ao antigo prédio do DOI-CODI, Bolsonaro formou o bonde anti-terrorismo e partiu para cima do senador Randolfe Rodrigues do PSOL. “Na época dos militares, esse Randolfe ia ver era o PSOL nascer quadrado”, bradou o militar de reserva.

Fã de pancadão desde os anos 70, Bolsonaro  é autor de sucessos como “Eu só quero é ser feliz, no condomínio fechado com câmeras de segurança onde eu nasci” e condena violentamente e com repressão funkeiros de extrema esquerda como os do quadradinho de MR-8: “Bons eram os funks da época da ditadura, que não tinham pornografia, apologia às drogas e liberdade de expressão”, lembra saudoso.

Responsável por comandar agitadas noites da ditadura militar, Bolsonaro coloca os militares de reserva para descer até o chão, o que não é difícil devido à osteoporose. Nesse clima de suor e soldo, animadas viúvas de milicos rebolam suas polpudas pensões ao som de Bolsonaro. No final da festa, as novinhas, que logicamente não são as viúvas dos milietares, são levadas para o paredão onde levam tapinhas e choques com equipamentos de última geração até contar toda a verdade.

A onda do funk contaminou outros políticos como Renam Calheiros, Sarney e Maluf que bem antes de ser modinha, já eram os representantes legítimos do funk ostentação.

O Dia a Dia da nossa famigerada Política Nacional e Internacional com muito Humor, através de Charges, Tiras, Cartuns, Montagens e Vídeos!!

Publicado em Sátira Marcado com: , ,

Siga-nos

Youtube Facebook Twitter Google Plus Pinterest

Arquivos

Conteúdo





Youtube

Charges por E-mail

Receba os Posts do Humor Político em tempo real, assim que forem publicados!