Arquivo da tag: Charge Política

Celsinho desempata e mensalão vai à prorrogação

Na semana em que a presidente Dilma Rousseff confirmou o adiamento da visita de Estado aos EUA –após denúncias de bisbilhotice gringa profissional –, o STF (Supremo Tribunal Federal) aceitou os embargos de 12 condenados do mensalão e adiou a definição sobre suas penas. A decisão consternou anônimos e celebridades e foi possível graças ao voto de minerva do decano do STF, ministro Celso de Mello –conhecido pelos mais íntimos como “Celsinho” na bucólica Tatuí, no interior paulista.

Publicado em Resumo Semanal | Com a tag , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Bolsa Família passa por teste do DNA

No Escuta Essa! desta semana, a disputa entre Dilma e Aécio pela criação do Bolsa Família. O programa do governo federal também gerou tumulto após boatos de que seria cancelado. Dilma reagiu, a ministra Maria do Rosário culpou a oposição pelo boato, mas depois recuou. Por fim, o presidente do STF, Joaquim Barbosa, que alfinetou novamente os parlamentares dizendo que o país tem partidos de “mentirinha”.

Publicado em Resumo Semanal, Vídeos | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

PT faz vaquinha, e Valério diz que paga a parte do Lula

 

No Escuta Essa! desta semana, o principal tema é a revelação de um novo depoimento do publicitário Marcos Valério à Procuradoria-Geral da República. Ele teria dito que dinheiro desviado através do esquema do mensalão foi usado para pagar despesas pessoais do ex-presidente Lula. E tem petistas querendo doar dinheiro aos companheiros condenados pelo julgamento do mensalão que terão que pagar multas.

Publicado em Resumo Semanal, Vídeos | Com a tag , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Pizza sabor Cachoeira tempera balada da posse de Barbosa

 

O Escuta Essa! desta semana repercute a posse do ministro Joaquim Barbosa como presidente do STF (Supremo Tribunal Federal). A cerimônia contou com famosos e foi seguida de uma festa. A estrela da noite foi o ministro Luiz Fux, que tocou guitarra e cantou “Um dia de Domingo”, clássico de Tim Maia. Enquanto isso, a leitura do relatório da CPI do Cachoeira é adiada novamente, e o cheiro de pizza já é sentido nos corredores do Congresso. Assita mais resumos semanais da política com muito humor

Publicado em Resumo Semanal, Vídeos | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Ministros entram no ringue e Dirceu sai em cana

 

O Escuta Essa! desta semana mostra mais um embate entre os ministros Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), em sessão do julgamento do mensalão. Apesar do enrosco, houve um raro acordo entre os dois! E sobrou para o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, que foi condenado a 10 anos e 10 meses de prisão. Assita mais resumos semanais da política com muito humor

Publicado em Resumo Semanal, Vídeos | Com a tag , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Empregada do Tufão limpa sujeira dos políticos

 

Por essa, nem a família do Tufão esperava. Na semana em que José Genoino e José Dirceu foram condenados pelo STF por causa do mensalão, Zezé, a empregada da novela ‘Avenida Brasil’, varreu a sujeira do Brasil. Sobrou até para os santinhos eleitorais que inundaram as ruas do país no último domingo (7).

Publicado em Resumo Semanal, Vídeos | Com a tag , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Ao prescindir de Nelson Motta, Tropicália desafia lógica do documentário

Reação de José Serra e Geraldo Alckmin quando foram informados da ausência de Nelson Motta em um documentário musical

Reação de José Serra e Geraldo Alckmin quando foram informados da ausência de Nelson Motta em um documentário musical

LONDON, LONDON – “Não é possível”, declarou, em nota, a Academia de Artes e Ciências de Hollywood. “Tão improvável quanto a fusão nuclear a frio”, manifestou-se o porta-voz do Instituto Max Planck. “Confio mais na possibilidade de minha filha se casar com um palestino”, disse o Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Todos reagiam aos boatos de que um documentário musical brasileiro prestes a estrear não incluía depoimentos de Nelson Motta ou imagens de Chico Buarque. “Nem uma só imagem de Chico?”, perguntou Martin Scorsese, antes de cair na gargalhada.

Em atitude que alguns consideram destemida, e outros julgam irresponsável, o diretor Marcelo Machado decidiu desconsiderar as regras mais basilares do cinema não-ficcional e lançou Tropicália, uma história do movimento tropicalista que passa ao largo tanto de Motta quanto de Buarque. As primeiras sessões causaram perplexidade e revolta, além de dois aneurismas e pelo menos um ataque apoplético. Em Recife, duas senhoras desmaiaram ao se dar conta de que a sequencia sobre o Festival da Canção de 67 não traria um único compasso de Chico Buarque interpretando Roda Viva. As duas receberam primeiros socorros e estão em condição estável.

A crítica está polarizada. “É um divisor de águas”, escreveu, estupefato, o crítico Luiz Zanin, do Estadão: “Reputo o gesto de Machado como um dos mais radicais da história do cinema, de par com a câmera em movimento de Griffith e com os efeitos de edição de Dziga Vertov e Eisenstein”.  Já seu colega da Folha Inácio Araújo comparou Tropicália a um animal vertebrado que tivesse involuído e retornado ao caldo primal que antecede a vida. “Não há estrutura, não há tessitura narrativa, não há nada”, desgostou-se, acusando o projeto de “niilista”.

Cercado de jornalistas, documentaristas e astros da MPB, Nelson Motta explicou o contexto em que se deu a ruptura. “Estávamos eu, Caetano Veloso e João Gilberto compondo um jingle para Marcelo Freixo quando soubemos da notícia. Foi uma algazarra. Em sintonia com a mudança nos ventos, Caetano se negou, inclusive, a emitir uma opinião e João saiu à rua para abraçar populares”. A cena será usada no longa-metragem documental A ruptura de Nelson Motta: vestígios do Brasil moderno, de Silvio Tendler, que não contará com a direção de fotografia de Walter Carvalho. “Vou chutar o pau da barraca, já não tenho mais nada a provar”, explicou o diretor de Os Anos JK.

No final do dia, Protógenes Queiroz ameaçou processar Tropicália. “Trouxe o meu filho de 11 anos para ver o Nelson Motta”, escreveu no Twitter.

por Piauí Herald cedido ao Humor Político

Publicado em Sátira | Com a tag , , , , , , , , , | Deixar um comentário