Arquivo da tag: gerald thomas

CIA não consegue decodificar correspondência de Djavan

 Dilma reuniu eruditos liderados por Carlinhos Brown para resolver o problema. Caetano não gostou.

Dilma reuniu eruditos liderados por Carlinhos Brown para resolver o problema. Caetano não gostou.

LINHA DO EQUADOR – Duas unidades da CIA entraram em colapso na tarde de ontem após sucessivas tentativas de quebrar o código das correspondências eletrônicas entre Djavan e Gilberto Gil. “Logramos êxito em compreender códigos nazistas, letras do Luiz Melodia e peças do Gerald Thomas. Conseguimos encontrar sentido no que dizem Tiago Leifert e Luciana Gimenez. Num esforço sem precedentes, deciframos até mesmo colunas do Merval Pereira. Mas a conversa entre o Sr. Djavan e o Sr. Gil utiliza um aparelho linguístico sofisticado demais”, revelou o espião James Michelin.

Intrigado com o que chamou de “questão de segurança nacional”, o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se apressou na contratação de seis mil espiões cubanos. “Parece que há um jovem gênio em Havana que invadiu os computadores da Nasa, encontrou as usinas de enriquecimento de urânio norte-coreanas e, pasmem, decifrou os versos Açaí/ guardiã/ Zum de besouro/ um imã/ Branca é a tez da manhã“, comemorou.

Animado com o aquecimento do mercado de espionagem, o governador Sérgio Cabral abriu uma licitação para empresas interessadas em bisbilhotar o Rio de Janeiro. Minutos depois, um homem misterioso realizou o IPO da empresa CIAX na Bovespa.

Procurados pelo piauí Herald, Gil e Djavan disseram estar ocupados trocando emails sobre as últimas colunas de Caetano Veloso no Globo.

por Piauí Herald cedido ao Humor Político

Publicado em Sátira | Com a tag , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Gerald Thomas assume Comissão dos Direitos Humanos

Gerald Thomas assume Comissão dos Direitos Humanos

O Apalpador-Geral da República, Herald Thomas, não se conteve diante de Guido Mantega: “Deixa eu ver esse pibinho!”

BRASÍLIA – Após enfiar as mãos entre as pernas de uma Panicat, tentar abrir a braguilha de um comediante e exibir o pênis para os fotógrafos, sir Herald Thomas pleiteou uma vaga na Comissão dos Direitos Humanos da Câmara. “Me, myself Thomas, amigo de Samuel, Samuel Beckett, bando de primitivos energúmenos, agora reúno os requisitos to lead this comission de quinta categoria”, discursou, enquanto fazia pirucóptero.

Sir Geraldo transformou sua posse em Brasília num espetáculo de vanguarda, como nunca antes in this country. Envolto numa nuvem de fumaça branca, virou-se de costas para os parlamentares, acocorou-se e abaixou as calças, deixando à mostra a sua ópera seca. Depois de sete minutos e trinta e três segundos nessa posição, discursou: “Parvos e parvas, essa performance kafkabundiana só será compreendida na Ilha de Manhatan, numa aurora boreal no ano de 2056”.

O blogueiro Romualdo Azedo escreveu que “num país enfeitiçado pelo obscurantismo sedativo do Apedeuta, a gentalha nunca irá entender a genialidade da genitália de Thomas”.

Ofuscado, Marco Feliciano ofendeu a família inteira de Chico Buarque, João Gilberto e Tom Jobim em busca de atenção.

No final da tarde, Deus reconheceu uma falha de atualização em Gerald Thomas. “Tivemos problemas na versão que começou a rodar em 1992. Talvez seja tarde para fazer um recall“, admitiu o Supremo Arquiteto.

por Piauí Herald cedido ao Humor Político

 

Publicado em Sátira | Com a tag , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário