Cai-cai ministerial segue roteiro de desmentido e demissão

 

Confira no vídeo como as seis demissões de ministros no governo de Dilma Rousseff repetiram o mesmo cerimonial de desmentidos e queda após reportagens – no caso de Nelson Jobim, foram suas declarações à imprensa criticando colegas de Esplanada. Antonio Palocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transporte), Nelson Jobim (Defesa), Wagner Rossi (Agricultura), Pedro Novais (Turismo) e Orlando Silva (Esporte) se defenderam antes de receberem o pedido de Dilma para se desligarem da administração pública.

Sobre Humor Político

O Dia a Dia da nossa famigerada Política Nacional e Internacional com muito Humor, através de Charges, Tiras, Cartuns, Montagens e Vídeos!!
Esta entrada foi publicada em Governo Dilma, Vídeos e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Cai-cai ministerial segue roteiro de desmentido e demissão

  1. VIMARANES disse:

    A indicação dos ministros das Pastas deveria pautar pelo currículo e capacidade técnica dos indicados e não por acordos entre partidos. A DILMA deveria inovar em sua gestão indicando servidores públicos de carreira, devidamente concursados e com um passado ilibado, para assumir os ministérios. A maior parte dos atuais ministros têm compromisso é com seus partidos, para não dizer com seus bolsos e comparsas. Fala-se muito em inovar a Administração Pública, todavia pratica-se pouco do que se prega. Isso é válido para direita e esquerda. Aliás, eu já nem consigo identificar quem é da esquerda e direita! É tudo farinha do mesmo saco!

  2. João Aroldo disse:

    concordo.. somente no Brasil ocorre esse loteamento descarado, essa venda de Ministérios para partidos que fazem do público curral para desviar recursos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.