Cai-cai ministerial segue roteiro de desmentido e demissão

 

Confira no vídeo como as seis demissões de ministros no governo de Dilma Rousseff repetiram o mesmo cerimonial de desmentidos e queda após reportagens – no caso de Nelson Jobim, foram suas declarações à imprensa criticando colegas de Esplanada. Antonio Palocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transporte), Nelson Jobim (Defesa), Wagner Rossi (Agricultura), Pedro Novais (Turismo) e Orlando Silva (Esporte) se defenderam antes de receberem o pedido de Dilma para se desligarem da administração pública.

Sobre Humor Político

O Dia a Dia da nossa famigerada Política Nacional e Internacional com muito Humor, através de Charges, Tiras, Cartuns, Montagens e Vídeos!!
Esta entrada foi publicada em Governo Dilma, Vídeos e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Cai-cai ministerial segue roteiro de desmentido e demissão

  1. VIMARANES disse:

    A indicação dos ministros das Pastas deveria pautar pelo currículo e capacidade técnica dos indicados e não por acordos entre partidos. A DILMA deveria inovar em sua gestão indicando servidores públicos de carreira, devidamente concursados e com um passado ilibado, para assumir os ministérios. A maior parte dos atuais ministros têm compromisso é com seus partidos, para não dizer com seus bolsos e comparsas. Fala-se muito em inovar a Administração Pública, todavia pratica-se pouco do que se prega. Isso é válido para direita e esquerda. Aliás, eu já nem consigo identificar quem é da esquerda e direita! É tudo farinha do mesmo saco!

  2. João Aroldo disse:

    concordo.. somente no Brasil ocorre esse loteamento descarado, essa venda de Ministérios para partidos que fazem do público curral para desviar recursos.

Comente

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.