Se os militares responsáveis por torturas, assassinatos e desaparecimentos durante a ditadura de 64 tivessem respondido por crimes de lesa humanidade, como aconteceu na Argentina, não estaríamos hoje vendo generais senis do Clube Militar vociferando contra a democracia.

Esta entrada foi publicada em humor e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.