Adeus, Quino, pai da mafalda de de tantos outros!

Esta entrada foi publicada em Argentina e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.