O Ditador Honesto

“Foi tudo muito rápido. Já era 2026 e o PSL (Partido Socialista Liberal) estava finalmente perdendo o poder. Os políticos haviam perdido por completo o respeito pela população desde o início dos anos 2000 e o limite da falta de vergonha já tinha sido ultrapassado há tempos.
Esquerdistas e direitistas, que na última eleição discutiam e se esfaqueavam em praça pública, dessa vez assistiam em silêncio à eleição do novo presidente, enquanto um clima de mistério em torno do futuro pairava no ar. A inflação se encontrava absurdamente alta, a criminalidade imperava sobre a cidade, e tudo o que aguardavam era a cerimônia de posse do novo presidente, Gutemberg Luz, que lhes prometia paz e prosperidade com mentiras sinceras.”

Adicionar o link permanente aos favoritos.

Os comentários estão encerrados.