Após 5 a 0, Renato Gaúcho é flagrado em ligação para Queiroz

“Hoje tem gol do Coafgol”, disse Queiroz ao treinador do GrêmioMONTAGEM DE PAULA CARDOSO

BOLSONARAZO – “Tem mais de cinco gols lá, cara, na Câmara, no Senado. No gabinete do Flavio faz fila de treinador pra conversar com ele. É só chegar, meu irmão. Cinco golzinhos pra tu, que é pai de família, porra, caía como uma uva.” A frase, obtida em primeira mão por este The piauí Herald, foi dita ontem pelo assessor Fabrício Queiroz ao técnico Renato Gaúcho, logo após a derrota do Grêmio por 5 a 0 para o Flamengo, em jogo que valia vaga na final da Copa Libertadores da Alerj.

“Isso é um escândalo sem precedentes no país”, disse MerVAR Pereira, analista político-esportivo do jornal O Globo. Em sua defesa, Renato Gaúcho explicou que não ligou para Queiroz atrás de gols. “Todo mundo sabe que treinador nenhum no Brasil fica no cargo depois de tomar uma goleada. Então liguei pra esse sujeito aí, porque me mandaram um áudio em que ele metia uma banca de que tinha mais de 500 cargos disponíveis. Vai que ele me indicava pra comandar o time da bancada do PSL, sei lá.”

O episódio veio em má hora para o presidente Jair Bolsonaro, que já se encontra em meio a uma crise ambiental, partidária e de gastrite, causada pelo consumo excessivo de macarrão instantâneo sabor churrasco durante sua viagem pelo Japão. Procurado para comentar a gravação, Bolsonaro respondeu: “Isso daí não tem nada a ver, até porque todo mundo sabe que se o Flavio fosse contratar um treinador nesse momento seria alguém especializado em defesa, tá ok? E disso daí o Renato mostrou que não sabe.” Fontes indicam que o mais cotado para a vaga seria o volante Felipe Melo. “Mas aí fico com medo de ele brigar com o Zero Dois, que é o meu outro pit bull”, desconversou Bolsonaro.

Esta entrada foi publicada em Sátira e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.