Aprovação a Temer já é menor que a do bombom de banana na caixa da Garoto

O presidente que sobra

FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATE – Desde que assumiu a Presidência da República, em agosto de 2016, Michel Temer jamais contou com altas taxas de aprovação. Em novembro do ano passado, o Datafolha já registrava que “uva passa em comidas salgadas” gozava de uma avaliação melhor que a do presidente. À época, Eliseu Padilha, ministro-chefe da Casa Civil, alertou que provavelmente os dados estavam sujeitos a um viés sazonal: “Depois do Natal todo mundo se lembra do quanto uva passa na comida é horrível”, disse o peemedebista, enquanto costurava um acordo com a base. “Se os questionários tivessem sido aplicados em janeiro, o presidente certamente teria superado essa inconveniência enrugada.”

Hoje, no início da tarde, o Ibope divulgou uma nova pesquisa de popularidade. Segundo o levantamento, o Chocolate Caribe (bombom de banana da caixa da Garoto) tinha 12% de aprovação, dividida entre avaliações de “ótimo” e “bom”. O chocolate em formato de guarda-chuva tinha 8%, e o presidente da República, Michel Temer, 4%.
Para o analista político Bolívar Lavareda, “os dados preocupam, mas ainda não há motivo para pânico”. O presidente da consultoria Propicius explicou que a luz vermelha só deve se acender quando o índice de “ótimo” e “bom” do ex-vice de Dilma Rousseff cair abaixo do nível das frutas cristalizadas. “Aí, sim, o caos será iminente”, garantiu.

Esta entrada foi publicada em Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.