Babado no desfile de 7 de setembro: sai tanque-abre-alas, entra mega caixa de cloroquina

Diferentemente da vacina, a presença no desfile é obrigatória

DUQUE DE CAIXINHAS – Mudança radical na alegoria do Grêmio Recreativo Unidos do Bolsonaro (vulgo Exército Brasileiro). A agremiação avisou ontem que trocará o seu tanque-abre-alas por uma enorme caixa de cloroquina no próximo desfile de 7 de setembro. A mudança se fez necessária depois que todos os blindados foram penhorados para pagar o investimento do Exército na produção de pastilhas de cloroquina.

“É braço forte, medicação amiga, amiga!”, disse o carnavalesco Milton Cunha, comentando o enredo “Cloroquina acima de tudo, Deus Vult acima de todos: a jornada do lobo-guará pelo deserto da vacina”. A mudança ficou a cargo de Damares Alves, que também alterou as cores da agremiação de verde-camuflado para azul e rosa. O desfile será estático, já que a ministra não acredita no quesito evolução.

“Agora é tiro, pastilha e drágea! Temos que destacar também o menino prodígio Flavinho 48, o verdadeiro Joãzinho 30 do Planalto, que é um mago milagreiro com a verba do gabinete da Escola”, complementou Cunha. “E claro, o patrono que muitos dizem que comanda o jogo do bicho em extinção, JMB, o Jair do Vivendas, que brilha mais que nióbio!”

Esta entrada foi publicada em humor, Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.