Com fuga de patrocinadores, Copa América só terá apoio do Escritório do Crime

A cota do patrocínio será paga em 48 prestações

RACHADINHA FUTEBOL CLUBE – “Isso daí é pra mostrar pra essas marcas aí de cerveja e de cartão de crédito que se eles não querem apoiar a minha Copa, tem quem queira, tá ok?” A frase foi dita hoje pelo presidente Jair Bolsonaro, ao anunciar a holding Escritório do Crime S.A. como patrocinadora master da Copa América que será disputada no Brasil.

“Essas outras empresas aí falaram que só topavam patrocinar essa copa no sigilo. Aí eu perguntei se eles preferiam depositar esse sigiloso aí na conta da Michelle ou do Flávio, e eles não me responderam mais”, desabafou Bolsonaro, referindo-se às empresas MasterCard e Ambev, que continuam patrocinando a Copa América, mas com a condição de não associarem suas marcas ao torneio. “Surpresa zero. Todo mundo sabe que cartão de crédito é coisa de comunista, assim como o dono lá dessa cervejaria, ta ok?”

Não foram revelados os valores da transação, mas circula nos bastidores que parte do pagamento será na forma de panetones da Kopenhagen, botijões de gás e ligações clandestinas de TV a cabo. Uma nova sede da CBF também já está sendo construída pela área de engenharia do Escritório do Crime em cima de uma reserva ecológica.

Esta entrada foi publicada em humor, Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.