Depois de PDT pedir voto impresso, Ciro está a um passo de dizer que a Terra é plana

Se a campanha comparando Ciro a Joe Biden não vingar, o PDT não exclui a possibilidade de compará-lo a Donald Trump

CONCEITO DE ESTRATÉGIA – Depois de Ciro Gomes xingar Lula, e de Carlos Lupi pedir o retorno do voto impresso, o PDT já planeja os próximos passos para fazer o partido herdar os votos do bolsonarismo. A estratégia (em grego, strateegia) foi elaborada pelo marqueteiro João Santana, durante um encontro da recém-fundada Associação Brizolista da Terra Plana.

“Não tem como fazer o Ciro elogiar o Sérgio Moro, porque ele já o chamou de ‘malandro, corrupto, canalha, velhaco, juizeco e até de luz difusa de abajur’”, explicou Santana. “Então pra herdar os votos dessa classe média arrependida de ter embarcado no bolsonarismo, só pregando que a terra é plana, ou acusando todo mundo de ser comunista.”

O marqueteiro não descarta obrigar o presidenciável a fazer arminha com a mão. “Já chamam o Ciro de coronel, daí a fazer a arma é um passo”, brincou Santana. “E a gente ainda pode aproveitar o mote de que na hierarquia militar o coronel tá acima do capitão.” Nos bastidores, há quem veja Santana como um petista infiltrado na campanha de Ciro.

Esta entrada foi publicada em humor, Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.