DJ Zé Pedro nega ligações com o AraraHacker

O DJ e o Hacker
Aproveitando a fama instantânea com a prisão do DJ e dos hackers, a Câmara dos Vereadores de Araraquara já apresentou um projeto de lei para erguer a escultura de um telefone celular e de uma mesa de som no centro da cidade

LOUNGE DA PF – “Liberta DJ!” dizia a camiseta de José Pedro Selistre, o famoso DJ Zé Pedro, durante uma night realizada na manhã dessa quarta-feira, quando um DJ de Araraquara foi preso pela PF por hackear os telefones do ministro Sergio Moro e do procurador Deltan Dallagnol. “Não bastasse gente que vem até a cabine pedir pra tocar Spice Girls durante o set, e ex-BBBs roubando nosso emprego, agora temos que sofrer esse tipo de violência?”, questionou o Disc-Jockey e ex-Louro José da apresentadora Adriane Galisteu.

O grito por justiça e respeito logo encontrou outros ouvidos e botões de play. André Marques, Jesus Luz, Susana Vieira, Cleo Pires e mais 189 celebridades assinaram um manifesto que pede: “POLÍCIA FEDERAL: PARE DE NOS ATACAR E VENHA ATACAR DE DJ! VAMOS APERTAR UM STOP NESSA PERSEGUIÇÃO!”

O manifesto, no entanto, não serviu para aplacar a sede de vingança e justiça do ministro Sérgio Moro. “A Polícia Federal não vai parar enquanto houver mais um hacker gastando milhões de centavos para invadir celulares de uma garagem de Araraquara, e enquanto houver um DJ tocando Juntos e Shallow Now em qualquer rádio brasileira.” A segunda parte da frase foi celebrada em todo o país.

Esta entrada foi publicada em Sátira e marcada com a tag , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.