Em vez de Diário Oficial, nomeação de Mario Frias será publicada na Tititi

“A Tititi foi responsável por muitas carreiras que deslancharam, como do ator Thierry Figueira, do hipnólogo Fabio Puentes e da banda Br’Oz, tá ok? Então tem tudo pra ir longe essa parceria, que é de dupla mão!”, disse Bolsonaro

QUE MARIO? – O disse-me-disse de que o ator Mario Frias pode substituir a atriz Regina Duarte na Secretaria Cenográfica da Cultura caiu como uma bomba no núcleo militar da novela A Próxima Vítima, o famoso folhetim das 17h escrito pelo mago Olavo de Carvalho, ambientado no Brasil de 1964. O boato foi publicado na capa da revista Tititi, que passará a substituir o Diário Oficial como publicação oficial das mudanças diárias na Secretaria de Cultura.“Só ontem eu tive que recontratar e demitir o músico que já tinha sido contratado e demitido lá da Funarte”, explicou Bolsonaro, referindo-se ao maestro Dante Mantovani, formado no conservatório anti-abortista de Viena. “Como essa porra de Diário Oficial leva tempo, achei mais fácil passar a botar logo nessa Tititi aí, tá ok? Ainda por cima é bom porque a Michelle e o Carluxo assinam a revista.”Frias, por sua vez, confirmou o interesse na vaga e agradeceu o presidente pela oportunidade: “Esse papel é um presente que o presidente escreveu pra mim. Tenho feito um bom laboratório para assumir a função vendo muito vídeo de Goebbels no YouTube e mandando muita gente calar a boca.” Fontes ligada ao Planalto afirmam que além de Mario Frias, Humberto Martins, Marcos Pasquim e Ricardo Macchi, o famoso Cigano Igor, também foram cotados para a Cultura, mas o antigo ator de Malhação levou a melhor por estar no ar na televisão do presidente em um momento de fúria.

Esta entrada foi publicada em humor, Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.