Ernesto Araújo é preso fazendo boca de urna para Trump nos Estados Unidos

Analistas internacionais acreditam que Araújo passe cerca de 14 anos na cadeia, tempo que o judiciário americano deve levar para resolver o resultado da eleição

BRUSQUE, D.C. – Tensão nas eleições americanas. O chanceler brasileiro Ernesto Araújo foi preso nesta manhã, em frente à Casa Branca, depois de ser flagrado fazendo campanha de boca de urna para o presidente americano Donald Trump. Araújo – que é criador da página do Orkut “Sou itamarateca e voto Trump mesmo, e daí?” – defendeu-se alegando desconhecimento das leis americanas. “Não existe caso no rule of law sobre a prática de mouth of ballot. Isso é perseguição de globalistas!”

“No tocante a esse chanceler aí, ele achou que tava na frente de uma Havan, e na Havan pode tudo, até parcelar voto em doze vezes, tá ok?”, disse o presidente Jair Bolsonaro, em defesa de seu ministro das Relações Exteriores. A polícia de Washington também precisou deter um deputado federal brasileiro, que havia montado um food truck de hambúrgueres em frente à Casa Branca, além de apreender um carro de som, que passou as últimas 24 horas repetindo uma gravação com a frase “I love you” diante do salão oval do presidente americano.

O Ministério das Relações Tóxicas Exteriores emitiu nota em que apoia o governo norte americano e o chanceler ao mesmo tempo: “Viemos a público negar qualquer desvio de Ernesto Araújo. Ao mesmo tempo aproveitamos o ensejo para parabenizar o governo americano por mais uma vez aplicar a lei, doa a quem doer. Temos aqui um belo caso prático da lei de Scroedinger.”

Esta entrada foi publicada em humor, Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.