Fronteira livre: Bolsonaro fecha acordo com Inglaterra para adquirir nova cepa do coronavírus

“Isso é para as pessoas que falam que estamos na contramão do mundo. Elas não entenderam, na verdade estamos na mão inglesa do mundo”, afirmou o chanceler Ernesto Araújo.



AIR VIVENDAS – “O comunista do Dória não comprou a vacina da China? Então eu tô comprando esse vírus daí da Inglaterra. E todo mundo sabe que a Inglaterra é tipo um Estados Unidos da segunda divisão, eles têm até um Trump deles aí, então assunto encerrado, tá ok?” Foi com essas palavras que o presidente Jair Bolsonaro anunciou que o Brasil será o único país da América do Sul a não restringir a entrada de aviões vindos do Reino Unido, que passa por um lockdown severo após a descoberta de uma nova cepa bem mais perigosa do novo coronavírus.

“Eu sempre falei que mais importante que a vida é a liberdade. E mais importante ainda é a liberdade dos ingleses, tá ok?”, explicou Bolsonaro, acrescentando que a nova cepa, nomeada B.1.1.7. pela comunidade científica, será recebida no país com honrarias de chefe de Estado. “Só vou mandar ela mudar esse nome daí pra B.3.8. pra poder se filiar ao Aliança pelo Brasil tá ok?”

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi rápido em anunciar a ampla distribuição da nova cepa: “Nós sentíamos que o povo brasileiro estava angustiado com a coisa da vacina, ainda que sem motivo. Não conseguimos resolver isso, mas pelo menos trouxemos uma novidade para o cenário, o que é bom para mudar um pouco o foco dessas notícias ruins.” A pasta anunciou também o lançamento do novo mascote, o Zé Micro Gotículas, que ficou responsável pela campanha de deseducação sobre o uso de máscaras.

Esta entrada foi publicada em humor, Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.