Governo anuncia intervenção em pesquisas de popularidad

Pesquisa faz uso de 800 homens do Batalhão de Opiniões Especiais, tropa de elite do departamento de Comunicação Social do Exército

Pesquisa faz uso de 800 homens do Batalhão de Opiniões Especiais, tropa de elite do departamento de Comunicação Social do Exército

 

AVENIDA BRASIL AME-O OU DEIXE-O – “Como você classificaria o atual governo federal? Bom, excelente, top ou super show?”. Essa é uma das perguntas feitas por soldados que fazem parte da intervenção militar no estado do Rio de Janeiro. Usando coletes à prova de dados e armados com pranchetas, os militares passaram a conduzir pesquisas em diversas comunidades da cidade, em uma operação batizada de “Opinião blindada”.

Os resultados já repercutiram na taxa de aprovação do presidente Michel Temer, que pretende concorrer à reeleição. De acordo com a nova métrica, ele pulou de 1% para 9424239% na intenção de votos. “Não tem nada de intimidante em responder a esse tipo de pergunta cercado por homens armados. Pelo contrário, eu me sentiria até mais seguro para expressar minhas ideias”, disse Elsinho Mouco, marqueteiro e dourador de pílulas do governo.

A intervenção nas pesquisas deve seguir até o começo de outubro, mês das eleições. Para dar mais poder à pesquisa o governo pretende também pedir mandados coletivos de busca e apreensão de likes no Facebook.

Esta entrada foi publicada em Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.