Habeas Corpus de Michel vai começar com frase “Primeiramente, fora Temer”

O artista Mendsy também grafitou uma parede com a frase “Verba volant, scripta manent”

HABEAS CORPUS, VERBA VOLANT – “Primeiramente, fora Temer”, diz a abertura de um habeas corpus apócrifo, que passou a circular nos bastidores dos tribunais de Brasília na manhã desta quinta-feira. “Segundamente, fora Moreira, Geddel, Cunha e Rocha Loures”, segue o texto, que pede a libertação coletiva de todos os políticos do MDB presos pela Lava-Jato. “Só não precisa falar ‘Terceiramente, fora Aécio’, porque aí é gastar tinta a toa kkkkkk.”

Como o texto não tem autoria, ele acabou por atiçar os brios de especuladores do mercado de habeas corpus. Em casas de aposta da Inglaterra, mais de 1 milhão de pessoas colocaram suas fichas no ministro Gilmar Mendes. “O texto até tem um toque de Lewandowski, e algumas notas de Dias Toffoli”, explicou o advogado e mestre habeascorpuseiro Antonio Calos de Almeida Castro, o Kakay. “Mas aquela risada e aquela referência ao Aécio no fim é com certeza coisa do Gilmar.”

Outras versões do documento estão aparecendo misteriosamente por paredes de Brasília em versões grafitadas com um estilo próprio. Alguns locais onde os grafites aparecem já se tornaram pontos turísticos e atraem pequenas multidões. De seu autor pouco se sabe, apenas que assina com o nome de Mendsy.

Esta entrada foi publicada em humor. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente