Moro determina que meninos da Tailândia voltem para a caverna

Moro determinou que José Dirceu seja levado imediatamente para o interior da Gruta de Maquiné. O ex-guerrilheiro reagiu, dizendo que só irá se o juiz lhe garantir um canto com pé-direito suficiente para que possa erguer o punho. Aqui ele faz uma demonstração

Moro determinou que José Dirceu seja levado imediatamente para o interior da Gruta de Maquiné. O ex-guerrilheiro reagiu, dizendo que só irá se o juiz lhe garantir um canto com pé-direito suficiente para que possa erguer o punho. Aqui ele faz uma demonstração

CAVERNA DE THAM LUANG, TAILÂNDIA – Tendo dedicado o último domingo a impedir que a Polícia Federal acatasse o habeas corpus deferido por um desembargador plantonista para tirar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da cadeia, o juiz Sérgio Moro foi surpreendido na segunda-feira pela notícia de que os treze jovens do time de futebol Javalis Selvagens haviam sido resgatados da caverna onde estiveram presos por quinze dias. “Por razões óbvias ontem não pude acompanhar o noticiário”, explicou Moro, “e só hoje tomei conhecimento do ocorrido. É só eu tirar férias para todo mundo ganhar a liberdade. Isso aqui tá virando a casa da mãe Joana. Já entrei com recurso contra o governo tailandês. Por mim, voltam para a caverna não só os doze meninos e o técnico, mas também os mergulhadores que os tiraram de lá.”

Em Brasília, o ministro Gilmar Mendes deu mostras de forte irritação com o resgate. Em rara convergência com o juiz Moro, Mendes usou palavras fortes contra as autoridades tailandesas. “Pensei que já estivesse claro que todo e qualquer alvará de soltura deve necessariamente passar por mim. Onde já se viu treze pessoas ganharem a liberdade sem o concurso de uma ação espalhafatosa minha? Isso não é uma atitude republicana.” Ao ser informado de que a Tailândia não é uma república e sim uma monarquia, Mendes determinou a imediata condução coercitiva do monarca tailandês. “Ele vai ter que me explicar porque nenhuma faculdade de direito local jamais me convidou para dar uma palestra.”

Cinco dos doze adolescentes entraram com embargos infringentes contra a sentença de Moro. Os outros sete, mais o técnico assistente do time, aceitaram fazer uma delação premiada para incriminar o desembargador plantonista Rogério Favreto. “Tudo indica que, durante os anos em que foi um quadro do PT, Favreto recebeu recursos da Odebrecht para decorar um complexo de cavernas que seria mais tarde ocupado por Lula e dona Marisa”, informou Moro.

Esta entrada foi publicada em Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.