Muito mais libertário, Exército divulga novo uniforme

Modernizado, o Laboratório do Exército deve trocar a produção de cloroquina por chá de trombeta

ERA DE AQUÁRIO – A decisão do Exército que livrou o general da ativa Eduardo Pazuello de punição por participar de ato político inaugurou uma nova corrente nas Forças Armadas, que a partir de agora se chamam Forças Amadas. “A gente entendeu que tinha uma vibe super pesada, punitivista, aura ruim mesmo, sabe?”, explicou o general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, comandante do Exército. “Então fizemos uma repaginada, aplicamos o que há de mais moderno em termos de reiki e feng-shuipara chegar a esse novo modelo.”

Os novos uniformes foram apresentados em uma grande ciranda ao redor de uma fogueira na Academia Militar das Agulhas Negras, que passou a se chamar Academia Militar das Agulhas Furtacor. E a reformulação das armas vai além: Exército, Marinha e Aeronáutica passam a se chamar Terra, Água e Ar, respectivamente. “Só não dá pra chamar o Bolsonaro de Capitão Planeta porque aí ia ficar feio com a bancada ruralista”, explicou um general de quatro estrelinhas tatuadas no pulso.

A iniciativa foi elogiada pela Associação dos Veteranos do Festival de Woodstock, que até pensa em fazer o próximo encontro do grupo no Comando Militar do Leste. “A gente gosta de confraternizar em lugares de irmandade, onde todos vivam em harmonia, sem essa ideia tosca de hierarquia”, disse um boina tie-dye. 

Esta entrada foi publicada em humor, Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.