Polícia Federal passa a se chamar Prato Feito para atender apetite de Bolsonaro

Depois de reempossar Dante Mantovani, Bolsonaro também pretende mudar o nome da Funarte para Funerarte

COZINHA FAMILIAR – “‘Farinha pouca, meu pirão primeiro’, tá ok? Não é assim que dizem? Então eu só estou seguindo a sabedoria popular”, afirmou o presidente Jair Bolsonaro, em coletiva de imprensa em que anunciou o novo nome da PF, que passa a se chamar Prato Feito no lugar de Polícia Federal.

A cerimônia de batismo ocorreu após o presidente empossar em tempo recorde o novo diretor-geral da instituição e em seguida transferir de cargo o superintendente responsável por investigações envolvendo seu filho, o senador Flavio Bolsonaro. “Tem outro ditado que diz ‘quem tem pressa come cru’, mas esse daí é meio estranho, parece coisa de boiola”, complementou um risonho Bolsonaro.

Segundo o governo, as novas mudanças fazem parte de um pacote de austeridade que se iniciou há alguns meses, quando ele desligou o aquecedor da piscina e trocou o cardápio do Palácio do Alvorada. “Antes tinha lagosta, agora só tem prato feito, daí pra mudar o nome da PF foi um pulo”, declarou Bolsonaro. Em vez de produzir relatórios, a nova PF vai se especializar em delivery de pizzas e de açaís da Wal. “Tudo produção caseira, com uma receita familiar que eu aprendi com um velho amigo, o Queiroz, que depois eu perdi de vista”, disse Bolsonaro.

“O presidente é um homem de hábitos simples, não gosta de ostentação, quer apenas que seja respeitada a dieta de rachadinhas e ovos de páscoa de seus filhos”, esclareceu a Secom, por meio de nota.

Esta entrada foi publicada em Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.