Prisão de brigadistas faz Helder Barbalho passar Bolsonaro no sonho do AI-5 próprio

Helder já havia ganhado quatro atos institucionais do pai, Jader Barbalho, quando completou 18 anos

AMAZÔNIA ILEGAL – “Se eu conquistei isso é porque eu me-re-ci!”, afirmou Helder Barbalho, durante a cerimônia de entrega de atos institucionais na tarde dessa quarta-feira. O governador do Pará recebeu a honraria após a Polícia Civil do seu estado prender quatro brigadistas responsáveis por combater queimadas em Alter do Chão.O Ato Institucional nº 5 foi entregue a Barbalho num grande evento televisionado, que contou com a presença do famoso Caminhão do Olavão. “Ô loco, meu, a gente sabe que o Jair Bolsonaro é um grande fera, pai de família, que sempre batalhou por um ato institucional pra ter na sala de casa”, revelou o apresentador Olavão. “Mas antiguidade é posto. Tem que respeitar os Barbalhos, gente batalhadora, que mesmo não sendo do PSL, está botando pra quebrar aqui no Pará há mais de três décadas, meu!”Emocionado, Helder Barbalho contou que pretende enquadrar o AI-5 com uma moldura feita de pau brasil fresquinho, extraído de uma área de proteção ambiental. “Esse documento é uma vitória pra todos os grileiros – quer dizer, brasileiros – que passaram anos sendo reprimidos por ONGs que não nos permitiam prender brigadistas de incêndio só por causa de um detalhe irrisório como falta de provas”, declarou Barbalho, que aproveitou pra dedicar o prêmio ao juiz que determinou a prisão preventiva dos brigadistas e depois negou a liberdade deles na audiência de custódia. “É um verdadeiro herói do meio ambiente, como o Ricardo Salles.”

Esta entrada foi publicada em Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.