Racista ainda não foi eliminado de reality show

Para tentar escapar de uma possível eliminação, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, anunciou a contratação dos participantes do BBB, Caio e Rodolffo, também conhecidos como Agro & Tóxico.



SOROCABA (GO) – Duas semanas depois de fazer um gesto racista no jogo da discórdia promovido pelo Senado, o assessor especial Filipe Martins – da famosa dupla sertaneja Bannon e Sorocabannon – ainda não foi eliminado do reality show mais indigesto da televisão brasileira (e do grupo de família do WhatsApp). Para se manter no páreo até a final, o brother tem contado com o apoio do fã clube dos Proud Boys, da Klu Klux Klan e do Movimento Integralista Brasileiro.

“No tocante a isso daí o Filipe Martins é um jogador mais competitivo que o Ernesto, que não sabia nem lacrar no Twitter”, disse o diretor, apresentador, líder, anjo caído e monstro Jair Bolsonaro, o famoso Bozinho. “Essa semana, inclusive pra tirar esse clima pesado, a gente preparou uma festa muito boa, com iluminação de fogo numas cruzes, que vai animar o pessoal, tá ok?”Bozinho aproveitou para rebater críticas de que seu reality tem sido conivente com o desrespeito. “A regra aqui é clara, tá ok?”, explicou. “A gente deixa fazer chacota de peso de quilombola, falar de pinto de japonês e mandar a imprensa enfiar coisa no rabo. Pode chamar mulher de feia, ameaçar de estupro e dizer que inimigo tem cara horrorosa de viado. Só não pode falar mal de agroboy, que aí é preconceito.”

Esta entrada foi publicada em humor, Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.