Vacina que transforma humano em jacaré é primeira medida pró-meio ambiente de Bolsonaro

O presidente informou que não vai tomar a vacina e, portanto, permanecerá na sua atual forma de quadrúpede (Foto: Leonardo Wen/Folhapress)

COMPADRE WASHINGTON, DC – Numa iniciativa surpreendente, que coincide com a chegada do democrata Joe Biden à Casa Branca, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a primeira medida em defesa do meio ambiente de seu governo. “Os onguistas não tavam reclamando que tinha morrido jacaré no Pantanal? Então quem tomar a vacina vira jacaré. O Ricardo Salles falou que o nome disso é compensação ambiental, tá ok?”

ONGs ligadas ao meio ambiente elogiaram a medida, e chamaram a atenção para o fato de ela ter sido anunciada por uma víbora com sangue de barata. “É bonito ver o governo brasileiro homenageando a fauna dessa maneira”, comentou um ambientalista, lembrando também a campanha internacional de submissão canina de Bolsonaro a Donald Trump, além do programa federal de fomento ao comportamento burro.

O aumento da população de jacarés serve também para aquecer a indústria de sapatos, bolsas e acessórios. “Agora fica claro o motivo do governo estar tirando o couro da população com coisas como inflação, atropelo na saúde e tudo mais”, observou um representante do setor.  “É um exemplo para nós.” A fala do presidente também visa promover o Jogo do Bicho entre milicianos de Rio das Pedras e da Muzema.

Esta entrada foi publicada em humor, Sátira. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.