O povo exige terra e o capitalismo insiste em querer lhes dar o céu. Mas quem é da floresta não morre, retorna pra ela. Paulo Paulino Guajajara, eterno guardião, presente! Ilumine nossas matas!

O povo exige terra e o capitalismo insiste em querer lhes dar o céu. Mas quem é da floresta não morre, retorna pra ela. Paulo Paulino Guajajara, eterno guardião, presente! Ilumine nossas matas!
Esta entrada foi publicada em Índios e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.