Romero Jucá abandona a política e segue carreira como vidente

“Haverá um pacto”, previu Pai Jucá

 

ANDRÔMEDA ─ Após conquistar credibilidade internacional por acertar todas as previsões sobre o rumo da Lava Jato, o senador Romero Jucá abandonou a política. “A partir de agora, serei o Pai Jucá de Maracutaiaê. Protegerei a pessoa amada em, no máximo, sete dias. Receberei o pagamento, em cash, somente depois da graça alcançada”, explicou.

Hoje pela manhã, Pai Jucá atendeu seu primeiro cliente: Michel Temer queria sondar os possíveis desdobramentos de sua indicação para a vaga de Teori Zavascki no Supremo. A conversa foi psicografada durante a fase da Lava Jato batizada de Doutor Fritz.

TEMER – Rapaz, a solução mais fácil era botar o Alexandre [de Moraes].

JUCÁ – Só o Mino [Carta] que está contra essa porra. ‘Porque não gosta do Alexandre, porque o Alexandre é Lex Luthor’. Gente, esquece o Lex Luthor, o Lex Luthor está morto, porra.

TEMER – É um acordo, botar o Alexandre, num grande acordo nacional.

JUCÁ – Com o Supremo, com tudo.

TEMER – Com tudo, aí parava tudo.

JUCÁ – É. Delimitava onde está, pronto.

No final da tarde, Pai Jucá divulgou algumas previsões para 2017. “Nenhum tucano será preso”, cravou.

Esta entrada foi publicada em Sátira e marcada com a tag , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente