Arquivo da tag: elections

Michelle Obama se destaca na Convenção Democrata

Michelle Obama em campanha

por Riber Hansson – Suécia

Publicado em Mundo | Com a tag , , , , , , , | Deixar um comentário

Michelle Obama e Bill Clinton preparam Barack Obama pra briga

Embate entre republicanos e democratas se acirra nos EUA

por Rainer Hachfeld – ALEMANHA

Publicado em Mundo | Com a tag , , , , , , , | Deixar um comentário

Atenção eleitor: as eleições municipais vêm aí…

Todo político fica bonzinho nas eleições

TRADUÇÃO: “Achava que você era um monstro, mas é terno e sensível. É que estou em campanha eleitoral”. Políticos que tiverem prestações de contas sujas poderão ser candidatos nas próximas eleições, que ocorrerão em outubro deste ano. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral há em torno de 21 mil políticos nesta situação.

Publicado em Eleições 2012 | Com a tag , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Disputa eleitoral nos EUA segue acirrada

Obama conta com a preferência dos latinos nas eleições presidenciais

Mitt Romney realizará viagens internacionais a países como Inglaterra, Israel, Alemanha e Polônia, o objetivo é reforçar seu lado internacional frente ao adversário Barack Obama. Mesmo tendo maioria junto aos latinos, Obama não tem a garantia da vitória, fato é que a campanha eleitoral segue acirrada. Charge por de Reijger – HOLANDA

Publicado em Mundo | Com a tag , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Novo presidente do México assume sob a sombra do narcotráfico

Narcotraficantes fazem o V de vitória para o novo presidente

Enrique Peña Nieto, novo presidente do México, ganhou as eleições com 37% dos votos e tem no combate ao narcotráfico uma de suas principais bandeiras de campanha. Segundo o novo presidente mexicano a estratégia do seu governo é “apresentar baixa dos índices de criminalidade quase imediata”. Charge por Rainer Hachfeld - ALEMANHA

Publicado em Mundo | Com a tag , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Junta Militar egípcia acusa Irmandade Muçulmana de dividir o país

Povo egípcio entre duas serpentes, de um lado os militares, de outro os fundamentalistas.

TRADUÇÃO:"Irmandade muçulmana / regime militar". A Junta Militar egípcia acusou nesta sexta-feira a Irmandade Muçulmana, embora sem citá-la diretamente, pela "divisão vivida pelo Egito", por divulgar os resultados das eleições presidenciais antes da Comissão Eleitoral. Em comunicado divulgado pela televisão estatal, a cúpula militar lembrou que "criar obstáculos para a aplicação das decisões judiciais é crime", em referência à dissolução do Parlamento por parte do Tribunal Constitucional, medida à qual os membros da Irmandade Muçulmana se opõem. "A difusão dos resultados presidenciais da divulgação pelo órgão competente é um ato injustificável e a causa da divisão e da confusão na cena política egípcia", afirmou a nota. A Irmandade Muçulmana divulgou ao longo desta semana os resultados das eleições realizadas no último fim de semana que, segundo eles, dariam a vitória a seu candidato, Mohammed Mursi, por cerca de 1 milhão de votos de diferença. O outro candidato, o general reformado Ahmed Shafiq, demonstrou ontem em entrevista coletiva sua "total confiança" em vencer as eleições, apesar de insistir que os resultados só serão conhecidos com o anúncio da Comissão Eleitoral, previsto para os próximos dias. A Junta Militar respondeu em sua nota que reconhece "o direito à manifestação pacífica que respeite os interesses supremos da pátria", embora tenha especificado que enfrentará "duramente" qualquer tentativa de prejudicar os interesses públicos e privados. Enquanto isso, a Irmandade Muçulmana realiza hoje, junto a outras forças islamitas e revolucionárias, uma manifestação em massa na Praça Tahrir para protestar contra a dissolução do Parlamento e as recentes emendas à Constituição provisória aprovadas pela Junta Militar, que lhes dão grandes prerrogativas. Sobre as emendas constitucionais, o Conselho Supremo das Forças Armadas argumentou que foram "uma necessidade imposta pelos requisitos da administração do Estado neste momento crítico". Charge por Olle Johansson - SUÉCIA

Publicado em Mundo | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Egito: militares voltam a assumir o poder

Militares esmagam a democracia no Egito

TRADUÇÃO: "Eu abraço a democracia" O exército egípcio voltou a assumir o poder legislativo até à eleição de um novo parlamento, estando a realização de um escrutínio condicionada à adoção prévia de uma Constituição. Estas medidas constam de uma Declaração constitucional complementar, anunciada esta noite pelo Conselho supremo das forças armadas (CSFA), no poder no Egito desde que o antigo presidente Hosni Mubarak foi deposto em fevereiro de 2011. A câmara dos deputados, dominada pelos islamitas, foi oficialmente dissolvida no sábado, na sequência de uma decisão do Tribunal Constitucional. Charge por David Fitzsimmons - EUA

 

Esfinge da ditadura esmaga a democracia

por Pat Bagley - EUA

 

Militar egípcio aponta arma para a primavera árabe.

por Jimmy Margulies - EUA

Publicado em Mundo | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário