Morre-se. Não é preciso aprender com a morte.

Esta entrada foi publicada em humor. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente